Prefeitura apresenta planejamento operacional para o Carnaval de Rua 2017

A Prefeitura do Rio apresentou, nesta quinta-feira (26/01), o esquema operacional para o Carnaval de Rua 2017, que este ano terá um plano específico para a Rua Primeiro de Março, no Centro, por conta da presença dos blocos maiores e de grande concentração de foliões. Para aquela região é esperado um público de 200 mil a um milhão de pessoas. Para garantir o conforto e a segurança de todos, serão instaladas torres de segurança em pontos estratégicos do bairro, bem como ampla sinalização de acesso e saída dos desfiles, e de localização de postos médicos e de segurança. Realizada no Centro de Operações Rio (COR), a coletiva de imprensa reuniu representantes dos órgãos públicos envolvidos na operação, como Guarda Municipal, Saúde, Comlurb, Metrô Rio, BRT e VLT.

 

Este ano, 451 blocos farão 578 desfiles pelas ruas da cidade durante o período de folia. A expectativa da Riotur é que 1,1 milhão de turistas venham para a cidade no carnaval, injetando cerca de R$ 3 bilhões em sua economia. Para a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-RJ), a ocupação hoteleira na capital deverá chegar a 80%. No ano passado, este índice foi de 85%, mas a cidade contava com 18 mil quartos a menos do que dispõe atualmente.

 

– Vamos trabalhar em sinergia com os órgãos públicos para que possamos fazer do Carnaval 2017 o melhor de toda a história. Que este ano, tenhamos uma festa ainda mais encantadora. Ainda há quartos disponíveis da cidade e convido a todos para que venham ao Rio de Janeiro – disse o presidente da Riotur, Marcelo Alves.

 

Em 2017, o Carnaval de Rua contará com 31,8 mil banheiros móveis disponíveis neste período – um aumento de 25% em relação a 2016, quando foram oferecidas 25.496 posições. Para chegar a esse total, serão utilizados 60 contêineres, mictórios e banheiros químicos. Somente na região do Centro, serão 200 banheiros, 17 contêineres químicos e 20 mictórios.

 

A promoção do evento fica por conta da Dream Factory, escolhida por meio do cadernos de encargos. A folia de rua terá como patrocinadores a Antarctica, a Caixa Econômica Federal e a empresa Olla, no mesmo molde da edição anterior.

 

Para o Carnaval de Rua deste ano, a Secretaria Municipal de Saúde oferecerá um suporte de quatro postos médicos: dois no Centro, um em Copacabana e outro em Ipanema/Leblon. Além disso, há 100 diárias de ambulância tipo UTI móvel para atender aos foliões.

 

A prefeitura também fará o cercamento de 16 monumentos localizados em praças e locais que estejam no trajeto dos blocos, assim como canteiros de vegetação da orla de Ipanema (o canteiro central será protegido por grades), Copacabana, Leblon e São Conrado, ruas internas de Ipanema e Leblon, Praça Santos Dumont, na Gávea, e General Osório, em Ipanema, entre outros pontos de maior concentração de público nos desfiles. Ao todo, serão utilizados 16 mil metros lineares de cercamento nestes locais.

 

Entre os monumentos protegidos estão os chafarizes das praças General Osório (Ipanema), Santos Dumont (Gávea), Pio X (Centro), São Salvador e Largo do Machado (ambas em Laranjeiras); o relógio do Largo da Carioca (Centro), o monumento a Carlos Gomes na Praça Marechal Floriano e cinco monumentos na Praça Tiradentes (as duas praças ficam no Centro).

 

Para a folia de rua, o governo municipal credenciou 4,5 mil ambulantes que vão atuar como promotores de venda durante os blocos. O processo de cadastramento teve inscrições online e sorteio eletrônico de contemplados. Os ambulantes participam de um treinamento dado pela Coordenação de Controle Urbano (CCU) para atuar durante os desfiles, além de receberem kits compostos por colete numerado, credencial com foto e isopor padronizado, fornecidos pela empresa promotora do evento.

 

Em apoio à limpeza urbana, existe um projeto de coleta seletiva e destinação ambiental de resíduos sólidos que irá envolver 40 blocos, 15 pontos de venda fixos e 30 postos de reabastecimento de ambulantes.

 

No que diz respeito ao trânsito, a organização contará com 1.500 diárias de controladores de tráfego, 300 cones de 75 cm, 150 faixas de sinalização, 500 galhardetes de orientação de trânsito e oito painéis de LED para serem operados pela equipe da CET-RIO.

 

– A prefeitura fará o monitoramento de todos os eventos, com atenção especial para aqueles com maior concentração de público. Somente no dia 25/02, teremos mais de 50 blocos nas ruas, como o Cordão da Bola Preta. Vamos trabalhar na orientação dos cariocas e visitantes para que os fechamentos causem o menor impacto possível na cidade. Além disso, sempre orientamos as pessoas para que deem preferência ao transporte público e se dirija com antecedência para os locais de folia – falou o diretor de Operações da CET-Rio, Joaquim Dinis.

 

A operação contará com 900 homens, entre controladores da CET-Rio e Guardas Municipais, com apoio de 60 viaturas e 50 motocicletas, que trabalharão para manter a fluidez do tráfego, coibir o estacionamento irregular, ordenar os cruzamentos e orientar os pedestres. Além disso, 30 reboques da CET-Rio estarão posicionados para imediata desobstrução das vias em caso de acidentes ou quebras de veículos nas rotas de desvio.

 

O Centro de Operações Rio (COR) vai monitorar todos os eventos com câmeras para, em sintonia com o monitoramento de campo, implantar ajustes na programação dos semáforos com o objetivo de garantir a fluidez nas rotas alternativas em função do bloqueio de vias para o desfile dos blocos. Serão utilizados 26 painéis de mensagens variáveis que informarão sobre as condições de trânsito e desvios necessários. A Secretaria Municipal de Ordem Pública vai atuar com reboques com a finalidade de reprimir o estacionamento irregular e garantir a fluidez do tráfego. Os veículos estacionados irregularmente serão removidos para os depósitos públicos municipais.

 

As interdições de trânsito serão efetuadas inicialmente na área de concentração dos blocos e serão gradativamente ampliadas conforme o deslocamento dos foliões. A liberação se dará após a dispersão do público, condicionada ao término da limpeza das vias pela Comlurb. O esquema de trânsito será divulgado posteriormente, especificamente para cada bloco.

 

Este ano, a Comlurb vai trabalhar com um efetivo de 1.100 garis, 50 veículos, 5.000 contêineres, 90 sopradores e 235 equipes do Lixo Zero para punir aquele que urinar nas áreas públicas da cidade.

 

– Nosso trabalho é prezar pela limpeza. Nenhum bloco ficará sem atendimento. Os locais com maior concentração de foliões contarão com efetivo maior. Vamos trabalhar em dois turnos para garantir a limpeza das ruas do Rio – afirmou o coordenador de Carnaval da Comlurb, Renato Rodrigues.

 

O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) vai operar durante o Carnaval em horário normal, das 6h às 24h. De acordo com a programação de blocos e shows nas praças XV, Tiradentes e Mauá, para a segurança de pedestres, haverá controle no acesso às plataformas e paralisações momentâneas da operação caso haja invasão de pedestres aos trilhos. O trabalho de segurança na operação seguirá a mesma linha implantada durante os Jogos Olímpicos, com avaliação em tempo real das necessidades de ajustes no sistema e trajetos.

 

Para facilitar o acesso do público aos locais de eventos, o MetrôRio terá um esquema especial de funcionamento 24h durante os cinco dias de Carnaval. Os trens circularão sem interrupção a partir das 5h de sexta-feira (24/02) até 23h de terça-feira (28/02), com extensão de embarque nas estações Praça Onze e Central até as 3h de quarta-feira (01/03), em virtude do desfile das escolas mirins. A partir das 10h de sábado (25/02), os trens da Linha 2 realizarão o trajeto direto entre Pavuna e General Osório, sem necessidade de transferência entre as duas linhas.

 

Os usuários que desejarem embarcar na Linha 4 deverão fazer a transferência na estação General Osório. A Concessionária recomenda que os usuários comprem o cartão unitário com antecedência para evitar filas. Também serão aceitos os cartões pré-pago do MetrôRio, Bilhete Único, Vale Transporte ou cartão Riocard.

 

O BRT Rio, que já opera 24 horas, terá reforço de frota no Carnaval. No Terminal Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, a operação vai continuar focada nos ajustes dos intervalos, para que os passageiros que irão chegar da Linha 4 do Metrô embarquem imediatamente nos serviços do BRT Rio, assim como ocorreu durante os Jogos Olímpicos.

 

Saiba mais sobre a atuação dos órgãos da prefeitura no Carnaval de Rua 2017:

 

 

Saúde

 

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reforçou a equipe para o atendimento pré-hospitalar nas áreas de maior concentração de público durante a programação do carnaval de rua na cidade. Quatro postos serão montados na cidade: dois no Centro, um em Copacabana e outro em Ipanema/Leblon. Os pontos de atendimento médico funcionarão nos dias de desfiles previstos no calendário oficial de blocos da cidade.

 

– Nossa estratégia foi elaborada com a Riotur e o Corpo de Bombeiros, visando atender os blocos de maior circulação. Como recomendação, peço para que o folião evite o abuso do consumo de álcool – disse o coordenador de eventos da Secretaria Municipal de Saúde, José Padilha.

 

Ao todo, 210 profissionais de saúde, 70 deles médicos, estarão trabalhando durante o carnaval nos postos para atender os foliões que necessitarem. O esquema também contará com 76 ambulâncias, que terão 76 médicos e 76 enfermeiros dando suporte para o atendimento e auxiliando na remoção dos casos mais graves para hospitais da rede municipal de saúde. Essas transferências serão coordenadas pela Central de Regulação do município. A estrutura dos postos contará com 16 leitos, sendo quatro de suporte avançado; além de 10 poltronas de hidratação.

 

Em Ipanema, o posto médico estará aberto na Praça General Osório nos dias 11, 18, 19, 24, 25, 26, 27 e 28/02 e nos dias 4 e 5/03. Já o posto montado em Copacabana o atendimento será feito na Praça do Lido nos dias 18, 19, 24, 25, 26, 27 e 28/02 e no dia 4/03. No Centro, os dois postos serão montados na Praça Ana Amélia e no Largo da Carioca e funcionarão nos dias 19, 25 e 27/02 e nos dias 4 e 5/03.

 

No carnaval de 2016, os postos da SMS fizeram 758 atendimentos durante os desfiles dos blocos, com 64 remoções de pacientes para os hospitais da rede.

 

 

Guarda Municipal

 

A Guarda Municipal do Rio de Janeiro vai atuar no ordenamento e no patrulhamento em geral dos blocos oficiais de carnaval com 5.493 guardas, distribuídos por diversos bairros de todas as regiões da cidade. Além deste efetivo, agentes que atuam no trânsito estarão empenhados nos pontos de bloqueios elaborados pela CET-Rio e nos principais cruzamentos de cada região para garantir a fluidez do tráfego.
Coordenação de Controle Urbano (CCU)

 

A Coordenação de Controle Urbano (CCU) e a Guarda Municipal vão atuar em conjunto para coibir a presença de ambulantes não autorizados. A CCU terá um efetivo de mais de 60 fiscais nas ruas para coordenar as ações de ordenamento urbano, além de lavrar os autos de apreensões e destinar o material ao depósito público.

 

 

Comlurb

 

A Comlurb planejou uma logística de limpeza do Carnaval de Rua baseada no Protocolo de Blocos, que define o quantitativo de mão de obra, contêineres, equipamentos e veículos de acordo com o tamanho do bloco, garantindo maior eficiência e agilidade aos serviços. O sistema de limpeza também contará 90 sopradores, 20 vaporizadores, além de 50 veículos entre caminhões compactadores, caminhões-pipas, kombis lava a jato, caminhões basculantes, mini varredeiras, varredeiras mecânicas e mini basculantes. Os serviços especiais começam no pré-Carnaval e continuam até o seu encerramento.

 

Segundo a companhia, a operação de limpeza para atender a folia nas ruas é diferenciada, com sistema de manutenção permanente durante a evolução do bloco até sua dispersão e instalação de contêineres ao longo de todo o trajeto para estimular os foliões a jogarem o lixo no local adequado. Com a saída dos foliões é realizada a remoção dos resíduos com sopradores e modo “arrastão”, com os garis fazendo o repasse, além de lavagem das pistas com água de reuso e desodorizante.

 

Os acessos, transversais, concentração e trajeto do desfile do circuito dos blocos também receberão atenção da Companhia. De acordo com o Protocolo, blocos de grande porte, como Bola Preta, por exemplo, podem contar com até 260 garis distribuídos em três turnos, 600 contêineres e 17 veículos e equipamentos.

 

Lixo Zero – Os foliões que vão brincar o Carnaval de rua devem ter mais cuidado com os pequenos resíduos irregularmente descartados (como guimbas de cigarro, papéis e latinhas de bebida) e evitem urinar nas calçadas, vias e canteiros. O Programa Lixo Zero não vai parar durante os dias de folia e fiscalizará os maiores e os mais importantes blocos da cidade.

 

Os agentes do Lixo Zero, contabilizando 235 equipes formadas por um agente de fiscalização da Comlurb e um guarda municipal, atuarão nos blocos, nas ruas dos desfiles e no entorno. Caso o folião seja pego em flagrante urinando em via pública pelas equipes de fiscalização, será passível de multa no valor de R$ 548,00, conforme o novo Artigo 103-A da Lei de Limpeza Urbana. Para descarte de pequenos resíduos, o valor da multa é de R$ 200,00.

 

No ano passado foram aplicadas, no período do carnaval, 3.392 multas, sendo 1.521 por descarte irregular de resíduos e 1.871 por urinar em logradouro público. Do primeiro dia do ano até hoje, 25 de janeiro, já foram aplicadas 4.552 multas, a maioria por descarte de pequenos resíduos e 548 por urinar em vias públicas.
Centro de Operações Rio

 

O Centro de Operações Rio (COR) irá monitorar os eventos de carnaval de rua, com apoio de 865 câmeras da prefeitura (e outros equipamentos de vídeo-monitoramento de parceiros), informações das equipes que atuam nas ruas, além do monitoramento contínuo das redes sociais. A ação tem como objetivo minimizar os impactos dos eventos na cidade, implementando rápidas respostas para eventuais problemas, realizando ajustes operacionais quando necessário e orientando os cidadãos.

 

Uma equipe da Riotur estará no COR durante o período do Carnaval para acompanhar os eventos programados. Os perfis das redes sociais do Centro de Operações disponibilizarão todas as informações sobre esquemas especiais de trânsito e transporte para os festejos carnavalescos. Basta acessar o endereços  twitter.com/operacoesrio ou facebook.com/operacoesrio.

 


Comente essa Notcia




Shopping MaisRO