Rafael Mariano dá dicas como investir no mercado financeiro e garantir sua aposentadoria

 

Rafael Mariano: como e onde investir com segurança

As mudanças propostas pela PEC 287/2016, que prevê reforma previdenciária com a criação de novas regras para a aposentadoria, têm gerado dúvidas. A mudança que mais afetará o contribuinte brasileiro será o da idade para ter o direito ao benefício, que se aprovada, fará com que a idade mínima seja de 65 anos para homens e mulheres com contribuição de 25 anos.

As chances de aposentadoria para quem está entrando no mercado de trabalho são maiores, porém para boa parte da população brasileira a chance é mínima. Ao invés de entrar em desespero, que tal garantir a chegada da melhor idade com tranquilidade financeira e sem depender do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para ter uma aposentadoria ?

Rafael Mariano, que é fundador do curso ‘Aulas de Bolsa’, que forma e habilita o aluno em investidor, explica que investir na bolsa de valores é igual uma compra no supermercado: “é preciso escolher o produto que mais satisfaça seus anseios”. Para isso a primeira medida é a escolha de um corretor para auxilia-lo nesta empreitada. “O interessado pode encontrar esse corretor de valores nos bancos públicos ou privados e em corretoras que são credenciados pela bolsa de valores de São Paulo, conhecida como MB&FBovespa”.

Corretora de valores

Neste momento o especialista evidencia que, como qualquer transação financeira, aplicar o dinheiro em algum fundo de investimento envolve o pagamento de taxas e as corretoras têm valores bem mais competitivos que os bancos. “Além de ser necessário um especialista certificado e autorizado para administrar esses investimentos”, explicou Mariano ao ressaltar que, sem formação profissional não é possível se aventurar no mercado de capitais.

Se por um lado pagar taxas pode parecer complicado para quem tem pouco dinheiro para investir, por outro é garantia de que o seu dinheiro será bem aplicado. “Esses profissionais são responsáveis por apresentar ao cliente as melhores opções, falar de tendências e administrar esses valores da melhor forma possível”.

LEIA MAIS: Idade mínima para aposentadoria deve subir para 67 anos até 2060

Mariano pede ao iniciante que estude muito sobre o setor, assim ele se sentirá seguro ao tomar uma decisão sobre o dinheiro a ser aplicado, uma vez que, assim como em qualquer investimento, comprar ações, títulos do governo e as demais possibilidades têm risco. “Ele precisa entender que existem opções de curto prazo com resgate rápido e os de longo prazo, que poderão ser usados só no futuro. Ao estudar e se informar, ele conseguirá identificar qual é a necessidade: juntar dinheiro para comprar algum bem em médio prazo ou se a intenção é um futuro sem preocupação com dinheiro”.

O especialista fala em cuidado ao fazer investimentos baseados apenas em dicas de corretoras ou de especialistas no setor. Para ele, entender qual o seu perfil empreendedor e entender como o mercado de comporta é o que garantirá o sucesso. Além do mais é um mercado com muito espaço para crescimento, uma vez que o número de investidores no País ainda é pequeno. “O crescimento dos investimentos no mercado de capitais será exponencial”.

Veja algumas opções para os iniciantes:

Tesouro direto

Investir na bolsa de valores pode garantir uma aposentadoria tranquila
Arquivo/Bovespa

Investir na bolsa de valores pode garantir uma aposentadoria tranquila

O Tesouro Direto é um Programa do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a BMF&F Bovespa para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, por meio da internet. Aos mais conversadores uma das opções são os títulos prefixados em que o investidor saberá a rentabilidade do investimento até a data de seu vencimento. Segundo informações do site do Tesouro Nacional, “para cada unidade de título, o valor bruto a ser recebido no vencimento é de R$1 mil”.  Existem também os títulos do tesouro indexados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e os indexados à taxa Selic.

Ações

Ações são pedaços de uma empresa de capital aberta, ou seja, listada em bolsa de valores. Ao comprar uma ação você adquire participação naquela empresa, ou seja, se torna um dos proprietários. Vale ressaltar que existem dois tipos de ações, sendo elas: ordinárias (ON): que concedem o direito de voto nas assembleias da empresa; Preferenciais (PN) que oferecem preferência no recebimento de resultados ou no reembolso do capital em caso de liquidação da companhia.

Previdência Privada

Como o nome já diz, a previdência privada é uma aposentadoria feita por conta própria, não estando relacionado ao INSS. Ela é considerada como uma forma de aposentadoria complementar. O investidor pode optar por uma previdência de longo prazo, com resgate só na idade para se aposentar e assim como no INSS, tem de fazer contribuições mensais.

Fonte: Economia – iG @ http://economia.ig.com.br/2017-01-24/mercado-financeiro.html

 

 


Comente essa Notcia




Shopping MaisRO