CASO QUÍSSILA: HÁ 12 DIAS UM SONHO VIROU PESADELO

 

quissilanovaA morte brutal de Quissila Tavares Pires, a facadas ocorrida na noite do dia 21 de outubro, uma sexta-feira, ainda causa espanto e perplexidade. Ha 12 dias Edilson Galdino dos Santos tirou a vida da jovem Quíssila por ela não corresponder à um amor doentio. Tanto o assassino como a vítima trabalhavam no mesmo local, um mercadinho na Ilha da Gigoia, situada na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.  A Ilha, localizada no meio de um ponto urbano, conserva ar bucólico e um clima de ‘cidade do interior’. O local é procurado como residência justamente por isso, e por ser um lugar conhecidamente seguro, já que o acesso é exclusivo via barco, o que inviabilizaria crimes e fugas.

Acontece que o amor tem suas armadilhas. Quíssila com o pouco tempo que conhecia Edilson sabia que com ele não poderia ter um relacionamento sério e nem tão pouco passageiro. Ele demonstrava possessividade e ciúme doentio, isso sem ter nada com ela. Quíssila previa que o caso poderia ficar sério se aceitasse as cantadas do colega de trabalho. Por ser bonita e sensual, Quíssila despertava paixões por onde passava. E isso já incomodava ao Edilson, que nada tinha com ela oficialmente. Imagina se tivesse. De qualquer forma Quíssila estaria fadada a um fim trágico. Ela sabia disso e por isso queria distância do amigo.

Foi Edilson quem conseguiu o emprego para a vítima no mercado da ilha onde trabalhavam e, com isto, o autor passou a se interessar pela vítima. Quissila, no entanto, recusou as investidas do autor que, então, com raiva por se sentir rejeitado, matou mulher.

Nos dias em que antecederam ao trágico desfecho da história de amor platônico, Edilson foi deixando pistas do que poderia acontecer. Em sua página no Facebook, no dia 12 de outubro, Edilson publicou uma foto de Quissila com a frase: “Curtindo o feriadão com a minha amiga que gosto”. Após três dias, ele disse: “Faço de tudo para agradar as pessoas e só me ferro”. No mesmo dia ele escreveu: “Cada dia que passa as pessoas só me enganam e eu sou verdadeiro com as pessoas”.

Leia aqui tudo sobre o caso


Comente essa Notcia




Shopping MaisRO