Troféu Raça Negra divulga os mestres de cerimônia da 14ª edição

todos-notaMestres de cerimônia da edição de 2015 do Troféu Raça Negra, junto com Erika Januza e Hélio de La Peña, o casal de atores Érico Brás e Kênia Maria se prepara para repetir a dose este ano.  Eles dividirão o palco da Sala São Paulo, no dia 21 de novembro, com os também atores Fábio Rhoden e Lidi Lisboa, na apresentação dos convidados e atrações da 14ª edição da festa, que homenageia a cantora Elza Soares.

Érico e Kênia foram premiados no ano passado – junto com os filhos Gabriela e Matheus – pelo trabalho com a websérie Tá bom para você?”, criada em 2013 com o objetivo de recriar estereótipos de peças publicitárias usando o humor para propor  novas imagens e conceitos  de inclusão do negro em um mercado maciçamente branco.

Já Fábio Rhoden e Lidi Lisboa participam pela primeira vez do Troféu Raça Negra. O casal atualmente viaja com a peça “As loucuras que as mulheres fazem”, com direção de Dan Rosseto. Lidi também pode ser vista na novela escrava Mãe, da Record.

Érico Brás e kênia Maria

Ator, cantor e autor, o baiano Érico Brás fez teatro de rua e trabalhou em diversas profissões até se juntar ao Bando de Teatro Olodum. Estreou na televisão com o papel do taxista Reginaldo na série da Rede Globo Ó Paí, Ó, papel que já tinha feito no filme homônimo. Em 2011, integrou o elenco de Tapas & Beijos como Jurandir, ex-marido de Sueli (Andréa Beltrão). Atualmente compõe o elenco do programa humorístico Zorra Total, também na Rede Globo.

Já sua esposa, a atriz carioca Kênia Maria sempre se mostrou engajada artisticamente e preocupada com as questões sociais que envolvem o negro e a mulher. Participou do Grupo Cultural Afro Reggae, onde dava aulas de dança afro e hoje atua como atriz e roteirista, entre outras funções, na websérie da família, que tem seu próprio canal no youtube com quase quatro mil inscritos.

Fábio Rhoden e Lidi Lisboa

O ator gaúcho Fábio Rhoden tem na bagagem mais de 15 peças de teatro, dentre elas Cidadão de Papel (concorreu ao prêmio Coca-Cola), Coro dos Maus Alunos (concorreu ao prêmio FENSA), Usufruto (Texto de Lúcia Veríssimo e Direção de José Possi Neto). Na televisão, participou da novela Amigas e Rivais, Uma Rosa com Amor e Amor e Revolução, todas no SBT. Na Rede Globo, interpretou a fase jovem de Edson Celulari na novela Alto Astral, em 2014.

Também da região sul do país, a paranaense Lidi Lisboa atuou em Malhação – com o nome artístico Rafaela Lisboa – Paraíso Tropical, Cheias de Charme, Insensato Coração e Império, todas produções da Rede Globo. Atualmente, está no ar compondo o elenco da novela Escrava Mãe, na Record.

 


Comente essa Notcia




Shopping MaisRO